Filmes

Crítica | Com Amor, Simon: uma questão de representatividade

É sexta-feira, você está procurando um filme bom e descontraído, e opta por uma comédia romântica — por que não? Pega a pipoca, senta na sala do cinema e entra na história de Simon, um garoto nos anos finais de uma escola comum americana, com um diretor progressista e um grupo de amigos engraçados.

Com aquele quê de Gossip Girl, a escola tem um site com informações que os alunos postam, anonimamente ou não. É nesse site que Simon descobre sobre Blue, um garoto da mesma escola que se assume gay. Simon se torna Jacques para conseguir conversar, por e-mail, com Blue — e assim começa a história de amor dos dois.

Com Amor, Simon rendeu palmas e gritos de empolgação. Isso porque, apesar de ser representativo do início ao fim, este é um longa sobretudo sobre amor. Um amor vivido por uma personagem homossexual que não se faz presente por ser melhor amiga da protagonista ou ponto focal cômico.

E, sendo assim, também não é uma história triste, com foco em DSTs e um final trágico. Com Amor, Simon é leve, e explora que o final feliz é sim para todos. Nem por isso ele deixa de ter pontos relevantes para a temática: o pai de Simon, por exemplo, faz piadas homofóbicas mesmo não tendo uma aversão real quando o filho se assume.

Aliás, o pai dele claramente reproduz o que a nossa sociedade ainda ressalta: a imagem positiva do homem macho, pegador e viril que nem ele mesmo assume, já que vive pedindo ajuda do filho e não demonstra, em nenhum outro momento, ser machista (a parte da homofobia fica dúbia até o final do longa).

Quando Simon se assume, o pai sente vergonha pelas piadas que fez, por ter se mostrado tão intolerante, porque sabe que nada daquilo representa sua opinião, era uma tentativa de aproximação falha e pouco realista.

E, conforme foi ressaltado em vários momentos após a sessão, sabemos que Simon tem sorte por ter amigos e pais compreensivos, que tentaram respeitar o tempo dele e o abraçaram da mesma forma após a revelação. Como a mãe dele diz: ele ainda é a mesma pessoa, e precisa se lembrar disso.

Filme Com Amor, Simon

Interessante também como a imagem do homossexual afeminado se faz presente na forma da personagem Ethan e não se construiu uma relação de hierarquia que o minimizava frente aos demais. Simon, “o que tudo vê e escuta”, é um claro sinal para ficarmos atentos às pessoas ao nosso redor e pelo que elas podem (e provavelmente estão) passando.

E aí entra outras pautas também. Abby, uma das amigas de Simon, se faz na aparência de garota nova descolada e sem problemas, quando na verdade viu seu mundo ruir poucos meses antes. Leah esconde os próprios sentimentos por medo do que revelá-los possa significar.

Blue está dando pequenos passos no processo de se assumir, mas se mostrar para o mundo parece o aterrorizar tanto quanto a Simon, que descobre que este é o problema. Se ele se mostrar como realmente é, as pessoas podem rejeitá-lo — e como podemos lidar com a rejeição?

Acredito que um dos maiores trunfos (e objetivos) de uma sociedade é conseguir que as pessoas vivam de formas iguais, com as mesmas oportunidades, independentemente do gênero, cor, peso. É isso que vemos em Com Amor, Simon; e é isso que não vivemos hoje.

Tentamos nos pautar que, apesar do caminho longo, esta é uma realidade possível. Quando nossas diferenças não vão nos definir e ditar tanto nosso futuro dentro de uma concepção real de perigo. Ser mulher ou homem, gordos ou magros, cis ou trans, hétero ou homossexual (ou bi).

Sermos nós mesmos, conversando de igual para igual. E é isso que Com Amor, Simon mostra. É este nosso objetivo. Talvez ele seja o passo que você precise para olhar com mais cuidado para as pessoas ao seu redor, aprendendo a aceitá-las como elas são; sermos aceitos como somos.

Carioca apaixonada por marketing na casa dos 20 e tantos com uma grande incapacidade de ficar parada e uma vontade louca de conhecer o mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.