Literatura e História

Esquerda e direita: autoanalisar para agir

A Revolução Francesa, em 1789, com seus ideais de “liberdade, igualde e fraternidade” nos legou uma divisão diametral do universo político: direita e esquerda. Apoiadores do rei à direita do presidente da Assembleia Nacional e defensores da revolução à esquerda.

Porém, no mundo atual, diversificado e interligado, é preciso uma reavaliação da compreensão de esquerda e direita, assim como do seu funcionamento. Essa demanda, já há algum tempo vem rendendo bons frutos, porém é um poço de água que nunca finda.

Há intelectuais que insistem que esse espectro político não é mais útil. Para outros, entretanto, há raízes profundas, mas que produzem conjuntos variados dentro dessa classificação tão tradicional, ou seja, não há apenas uma direita e uma esquerda, mas multíplices. Um “terceiro termo”, como dizia Marcel Gauchet também não está excluído, temos, então, o chamado centro (que nem sempre é constante).

Para além de trabalharmos as numerosas definições, exclusões e complementariedades dos conceitos neste pequeno texto, a intenção é intuir que esquerda e direita precisam ser reanalisadas levando-se em consideração as diversas culturas políticas existentes em cada comunidade. Se essas são múltiplas, há, portanto, múltiplas formas de pensar dentro da esquerda e direita. Para então, a partir daí, entenderem qual o papel a ser desempenhado em benefício da população.

Contudo, as raízes profundas podem ser vislumbradas nos temas igualdade/desigualdade, inclusão/exclusão, liberdade/limitação, mudança/permanência, pois são constâncias no cerne de debates sobre a definição do papel dos “lados políticos”.

Um dos principais dificultadores dessa questão é que os elementos citados acima são concebidos de formas diferentes pelos mais distintos grupos, em contextos e localidades díspares. Por exemplo, a definição de igualdade para você pode não ser a mesma para um indígena no norte do país ou para uma mulher islandesa. Norberto Bobbio já nos indicou: “Igualdade sim, mas entre quem, em relação a que e com base em quais critérios?”.

Não é um tópico simples e não será resolvido aqui. Todavia, uma das muitas chaves para o entendimento desse emaranhado político é voltar-se aos específicos contextos e, com isso, às necessidades elencadas por cada povo a seu próprio lugar. Esquerda, direita, centro, reconfiguram-se a todo o momento. As culturas políticas são enriquecidas e ressiginificadas, do individual penetra-se ao coletivo. As faces políticas precisam responder às novas pautas que surgem a cada dia.

O entendimento de que não devem se anular, mas coexistir, ainda mais em um contexto democrático, é um ponto de partida essencial. Tal como fez Ernst Jünger ao comparar esquerda e direita às partes do corpo, citando o exemplo das mãos. “Ambas são indispensáveis. É óbvio que cada uma delas existe em função da outra. Deste ponto de vista, portanto, direita e esquerda são igualmente necessárias”.

Deixando um pouco de lado a contenda intelectual, talvez, para países em que a política passe por momentos de descrença, seja importante que os partidos, independente da ideologia seguida, comecem a entender que não há problemas exclusivos da esquerda, centro ou direita, mas obstáculos comuns que precisam ser superados de formas democráticas.

O que, obviamente, diferirá é a forma de lidar com as dificuldades e a maneira de agir para que elas sejam resolvidas, mas não é possível virar as costas. A busca de uma sociedade mais estável deve ser constante e está relacionada a um entendimento de humanidade.

É preciso garantir oportunidades para que o indivíduo, independente do seu gênero, desenvolva-se através dos mais variados meios buscando como finalidade uma configuração com menos violência e corrupção, com um sistema de saúde e educação desenvolvidos, além de uma economia fortalecida que propicie renda capaz de satisfazer as necessidades substanciais. Assegurando, também, margem para que os seres humanos busquem alterar o seu arquétipo de vida, se assim desejarem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!