Revista

Se arte é sentimento…

Conversando com duas pessoas, entendi que mais que uma definição em linhas curtas e palavras diretas, arte é aquilo que nos faz sentir. É passar por tantas obras em um museu e parar em frente a uma específica. Entender sua cor. Observar sua textura. Sentir alegria, tristeza, conforto, sentir-se compreendido. É, naturalmente, projeção.

Arte é olhar para aquela foto de paisagem e lembrar de um momento vivido. Lembrar da liberdade e do quanto, por alguns instantes, tudo foi suficiente. Arte é ouvir uma música e sentir que, talvez, não estejamos tão sozinhos assim. É sorrir sem perceber. É uma melodia ser capaz de nos lembrar de alguém. Seria o toque uma arte?

Arte tem significado, mas está nas entrelinhas. E é particular, porque podemos compartilhar o gosto, porém a experiência é única. Está em um poema escrito em um momento de inspiração, em um romance que nos motiva a ser melhores e em um filme que nos faz sair tremendo do cinema. A arte aceita e abraça a intensidade, sem a julgar exagerada.

Talvez seja uma forma de se ser verdadeiramente honesto. De fugir do esperado, do seguro, do correto e das regras para apenas ser. Sem medida, sem medo, sem segundos pensamentos. E, se arte é sentimento, desconfio que ela cabe em um abraço.

Carioca apaixonada por marketing na casa dos 20 e tantos com uma grande incapacidade de ficar parada e uma vontade louca de conhecer o mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.