Literatura,  Revista

10 livros bons de romance nacionais

Algumas pessoas assistem filmes para relaxar, outras assistem séries, novelas, etc. Eu leio livros. Quase todos os estilos literários me prendem, nesse quesito sou uma das pessoas menos criteriosas, se o livro é bom eu leio, não importa o estilo, vou do thriller policial ao romance de época sem remorso algum. Não sei se isso pode ser considerado uma qualidade ou defeito.

Eu acredito que o gosto literário é algo bem particular, mas há aqueles livros cujo o senso comum nos dizem que são melhores do que outros, não concordo, mas vou deixar a reflexão para outro dia.

Hoje eu quero trazer para vocês, sendo bem honesta, uma lista completamente parcial e pessoal dos 10 melhores livros de romances brasileiros.

Essa lista inclui escritores clássicos, que deveriam ser lidos pelo menos uma vez na vida e inclui também novos escritores, que graças à maravilha da publicação independente, traçaram trajetórias fascinantes até as nossas estantes.

Os livros estão listados de 1 a 10 apenas de forma quantitativa e não classificatória, porque todos os listados são incríveis em suas particularidades.

Amar, verbo intransitivo – Mário de Andrade

10 livros bons de romance nacionais
Publicado em 1927, esse livro causou extensas críticas ao autor por sua temática polêmica: a iniciação sexual do jovem Carlos, pertencente a uma família de posição social elevada. O Senhor Sousa Costa, temendo que o filho frequentasse prostíbulos, contrata Fräulein Elza, uma profissional, para iniciar Carlos na arte da amar.

Elza inicia seu trabalho sob o pretexto de ensinar alemão aos filhos de Sousa Costa e durante esse tempo deve fazer com que Carlos se interesse por ela e iniciá-lo sexualmente. O que mais me chamou a atenção no livro é a narrativa de Elza e como ela leva sua tarefa com a dignidade de quem cumpre uma missão importante.

Outro ponto de atenção é a ambiguidade trazida no título, amar sendo na verdade um verbo transitivo (quem ama, ama alguém) se transforma em intransitivo, trazendo logo no primeiro contato com o livro o teor da “missão” de Fräulein Elza: ensinar Carlos a amar, não importando a quem.

Perto do Coração Selvagem – Clarice Lispector

10 livros bons de romance nacionais
Romance de estreia da grande Clarice Lispector, foi publicado em 1943 e muito aclamado pela crítica. O livro narra a história de Joana em dois momentos: sua infância e vida adulta. Joana perde os pais e vai morar com a tia, que a manda para um internato, sua convivência familiar é muito difícil e se agrava com algumas situações.

Já adulta se casa com Otávio, engravida e descobre que o marido tem um caso. A narrativa de Clarice é tão envolvente que acompanhar o desenvolvimento de Joana é ao mesmo tempo fascinante e angustiante, sua vida, à semelhança da nossa, é permeada por conflitos: morte e vida, bem e mal, amor e ódio e uma busca constante pela autodescoberta, pelo sentido da vida.

Pessoalmente sou fascinada por qualquer coisa que Clarice Lispector escreveu, acho que até sua lista de compras me fascinaria, brincadeiras à parte, esse romance tem um apelo maior para mim por ser o primeiro publicado por ela e por suas reflexões incríveis e tão próximas dos meus próprios conflitos pessoais.

Livro do Desassossego – Fernando Pessoa sob o pseudônimo Bernardo Soares

10 livros bons de romance nacionais
Apesar de não ser caracterizado como um romance, pois são uma coletânea de textos de Fernando Pessoa, esse livro precisava estar na lista.

Fernando Pessoa começou a escrevê-lo quando tinha 25 anos e levou vinte anos para ser escrito, ficando ainda incompleto. O caráter da obra é autobiográfico e o escritor nos permite entrar em seu mundo e compartilhar de seus pensamentos mais ocultos. É incrível poder conhecer um pouco de uma mente tão brilhante.

Dois irmãos – Milton Hatoum

10 livros bons de romance nacionais
Publicado em 2000 esse romance narra a história de dois irmãos gêmeos Yaqub e Omar, pertencentes a uma família libanesa que vive em Manaus entre os anos 20 aos 60.

A história é narrada por Nael, filho da empregada Domingas, com um dos gêmeos, mas que não tem certeza de qual deles. Esse livro narra os conflitos familiares entre os gêmeos, seus pais e sua irmã, a medida que a história vai se desenrolando vamos percebendo traços tóxicos nas relações entre eles.

Recentemente esse livro foi adaptado como uma minissérie homônima de 10 episódios, estrelando Cauã Raymond no papel principal.

Vidas Secas – Graciliano Ramos

10 livros bons de romance nacionais
O livro é um clássico da literatura brasileira e conta a história de Fabiano e sua família, que vivem a triste realidade da seca do Nordeste.

Em idas e vindas com abusos de poder do patrão, da polícia e com a vida difícil no Nordeste, Fabiano enfrenta sua raiva pelas injustiças, tendo muitas vezes que reconhecer sua posição desprivilegiada e conter a revolta.

Para quem gosta de clássicos não só da literatura como do cinema, Vidas Secas foi adaptado para o cinema em 1963, em preto e branco. É possível encontrá-lo completo no Youtube.

Perdida – Carina Rissi

10 livros bons de romance nacionais
Carina Rissi é atualmente uma das mais aclamadas autoras contemporâneas brasileiras. Perdida é o primeiro livro de uma série que alavancou a carreira da escritora.

Conta a história de Sofia Alonzo, uma mulher brasileira dos anos 2000 que de repente se vê transportada para o Brasil do Século XVIII, onde conhece o Senhor Ian Clarke e sua família.

Sofia nos leva por uma viagem muito divertida em suas tentativas de se adaptar a um mundo totalmente diferente do seu, onde provocará estranheza e até terríveis mal entendidos por conta dos seus ideais feministas do século XI.

Os outros livros da série são tão envolventes quanto o primeiro, trazem novos casais e uma versão da história por Ian Clarke. A forma como a escritora consegue entrelaçar a vida dos personagens e suas viagens temporais sem perder o time da história é ótima. Há cogitações de um filme homônimo em breve.

Singular – Thati Machado

10 livros bons de romance nacionais
Esse livro é na verdade um spin-off de outro livro, Poder Extra G, que não está na lista por falta de espaço, mas que é tão incrível quanto esse. O diferencial desse livro é que eu nunca li (e olha que eu leio muito) um livro que tratasse dessa temática de forma tão bonita, natural, didática e ao mesmo tempo romântica.

Singular conta a história de Noah, um homem como como qualquer outro, com sonhos, desejos, algumas decepções no currículo, porém com um diferencial: ele é um homem transexual. Esse livro é sobre o romance de Noah e Rafaela, mas vai além disso.

Ele nos apresenta as dores, lutas e vitórias de uma pessoa trans, de forma bem natural e inclusive bem didática para quem não está familiarizado com a temática.

Ao trazer Noah e seus conflitos tão diferentes e ao mesmo tempo tão similares aos nossos, Thati Machado humaniza as pessoas trans, pois apesar da objetificação e desumanização que o preconceito tenta impor, é isso o que essas pessoas são: seres humanos que merecem respeito, que sofrem, que amam e podem viver lindas histórias de amor e superação.

Além do Olhar – Nana Pauvolih

10 livros bons de romance nacionais
Por falar em romances que fogem do padrão e trazem temáticas pouco ou nenhum pouco discutidas, temos o livro Além do Olhar. Esse livro conta a história de um violoncelista Ramon Martinez e da atriz Marcella Galvão.

O diferencial é que Ramon é cadeirante, após sofrer uma tentativa de assalto à mão armada. No enredo acompanhamos o conflito da personagem em reconstruir sua vida, não apenas profissionalmente, mas também romanticamente.

A escritora aborda as questões de preconceito, péssimas condições de acessibilidade e acesso à saúde de qualidade para pessoas com deficiência no Brasil, sem deixar o lado sensual do romance de lado.

Esse romance é diferente e apaixonante porque também humaniza o protagonista, nos fazendo perceber que as pessoas com deficiência possuem histórias que vão além da dor, eles se apaixonam, têm sexualidade e sensualidade.

Somos levados a nos compadecer das dificuldades de Ramon, sorrir e chorar com ele e nos revoltar pela forma em que os cadeirantes e pessoas com deficiência em geral são tratadas pela sociedade e também a torcer pelo seu romance com Marcella.

Azar o Seu – Carol Sabar

10 livros bons de romance nacionais
Esse livro segue o estilo chick-lit, uma comédia romântica leve e gostosa de ler. Conta a história de Bia, que sempre foi apaixonada por Guga, mas que não o via há anos. Um dia, voltando para a cidade onde cresceu, se vê presa num tiroteio ao lado de um estranho.

Desesperada e achando que iria morrer ela pede ao estranho que dê um recado ao grande amor de sua vida, porém esse estranho não é ninguém menos que o próprio Guga, que ela não vê há 10 anos. A partir daí a história da já azarada Bia, só se complica, mas nos garante boas risadas.

Entre o Amor e o Silêncio – Babi A. Sette

10 livros bons de romance nacionais
Esse livro é um romance doce, mas que arranca algumas lágrimas, conta a história de Francesca Wiggs e Mitchell Petrucci. Mitchell sofre um acidente e fica em coma por um tempo, Francesca é escritora e se inscreve num programa de leitura para pessoas em coma e lê para ele todos os dias, assim nasce uma paixão platônica pelo paciente.

Passa-se um ano e Mitchell finalmente acorda, mas não tem o menor interesse por Francesca, só se lembra da voz de anjo que lia para ele. A partir daí a vida de ambos passa por várias reviravoltas, mas a todo o momento continuamos envolvidos pela trama de conflitos, amor e perdão da história.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!